Você está aqui » Pilotagem » Acidentes de Trânsito.

Acidentes de Trânsito.

Hoje iremos abordar um tema bastante discutido neste meio motociclístico que são os acidentes de trânsito. Não estamos aqui para levantar questionamentos sobre culpa ou porque eles acontecem, mas trazer dicas e esclarecimentos sobre o assunto para auxiliá-lo caso você se envolva ou presencie um acidente de trânsito.


Vamos começar falando sobre algo simples, mas que talvez você não saiba. O policial tem um papel fundamental em uma ocorrência de trânsito. Ele é a pessoa responsável por colher as informações necessárias sobre o acidente em questão, para que seja lavrado um boletim de ocorrência. Não confunda o policial com um conciliador ou juiz de trânsito. O policial nunca poderá tomar parte ou dar sua opinião sobre o acontecido. Ele reúne as informações sobre o acidente de forma imparcial e encaminha ao órgão responsável para que seja feito o boletim de ocorrência.


O que é e qual a finalidade do Boletim de Ocorrência de trânsito?
É um meio de prova que tem por objetivo garantir um mínimo de informações acerca do acidente ocorrido. O Boletim de Ocorrência de trânsito tem o intuito de subsidiar uma ação penal, uma ação civil, um requerimento a uma companhia seguradora para fins de DPVAT ( Seguro Obrigatório), ou instruir um pedido a uma companhia seguradora para os fins do seguro contratado por quaisquer dos proprietários dos veículos envolvidos. Vale ressaltar que o Boletim de Ocorrência de Trânsito lavrado pela Polícia Militar não é o único meio de prova em uma ocorrência dessa natureza, embora seja imprescindível em determinados casos.

 

O que fazer quando envolvido em um acidente de trânsito?
Para responder essa pergunta é preciso fazer outras duas perguntas básicas: 1-Resultaram apenas danos materiais? 2-Foi um acidente com vítimas? Em se tratando de acidente com vítimas nenhum dos condutores deve remover os veículos dos locais onde estes se encontrarem, salvo se houver risco às pessoas ou risco de outro acidente, do contrário, por mais que seja criado um problema de fluxo no trânsito deverão os envolvidos aguardar a presença da autoridade policial para que esta tome as providências que o caso requer, pois trata-se de local de crime, e como tal deve ser preservado por força de lei. No caso de resultarem apenas danos materiais, os veículos podem ser removidos, com objetivo de se evitar transtornos ao fluxo de pessoas e veículos.


Primeiros Socorros
Deixar de prestar socorro significa não dar nenhuma assistência à vítima. A pessoa que chama por socorro especializado, por exemplo, já está prestando e providenciando socorro. Qualquer pessoa que deixe de prestar ou providenciar socorro à vítima, podendo fazê-lo, estará cometendo o crime de omissão de socorro, mesmo que não seja a causadora do evento.


Acidentes com vítimas necessitam de ações rápidas. Em um ambiente critico como esse você se depara com todo tipo de situação desagradável: pessoas feridas, desacordadas, nervosas, em choque etc. Manter a calma e o controle são fundamentais para que seja prestada a ajuda necessaria as pessoas que ali estão. Procure sinalizar o local do acidente para que o ocorrido não cause outro acidente. Ligue para o 193 solicitando o envio de uma equipe de paramédicos ao local.


Procure transmitir confiança, tranqüilidade, alívio e segurança aos acidentados que estiverem conscientes, informando que o auxílio já está a caminho. Agir rapidamente, porém dentro dos seus limites e usando os conhecimentos básicos de primeiros socorros. Para facilitar o entendimento desse assunto colocamos logo acima o vídeo "Socorro ao Motociclista", produzido por nosso amigo e parceiro Emílio Caldeira do portal Dicas de Pilotagem. Neste vídeo é mostrando de forma simples e objetiva como prestar os primeiros socorros a uma vítima de acidente.


Danos Materiais
Aconselho manter a calma e conversar de forma amigável com a outra parte envolvida sobre danos materiais oriundos do acidente em questão. Discussão e porrada só irão atrapalhar. Não importa o que você faça, o pior ja aconteceu. Neste momento você precisa de soluções e não de mais problemas. Procure chegar a um consenso sobre quem foi o responsável pelo acidente, faça uma avaliação rápida sobre os danos causados, para assim chegar a uma conclusão de quem sera responsável por arcar com os prejuizos. Caso haja muitos danos nos veículos envolvidos, evite acertar valores sem antes realizar 2 ou 3 orçamentos.


Caso você seja o culpado pelo acidente haja com humildade, mas não aceite nenhuma imposição da outra parte, todo problema tem solução e neste momento os envolvidos têm que chegar juntos a uma solução sem que nenhuma das partes seja prejudicada. Procure recolher o máximo de informações a cerca do acidente. Se possível tire fotos com o celular e anote nome e telefone de possíveis testemunhas, porque isso pode ajudar caso você tenha que buscar seus direitos na justiça.

Espero ter contribuído de alguma forma com o conteúdo deste artigo, saber se portar em situações de emergência é agir de forma responsável no transito, até a próxima.

 

Autor: João Carlos »